NOTÍCIAS
Quarta-feira, 30 de Agosto de 2006
CINEMATECA EM SETEMBRO




HITCHCOCK NA ESPLANADA

Em Setembro, Hicthcocok continua a estar na esplanada da Cinemateca, aproveitando o último calor do Verão. De quinta a sábado, às 22h30.


01. SEXTA

THE TROUBLE WITH HARRY (O Terceiro Tiro)

com Edmund Gwenn, Shirley MacLaine, John Forsythe, Mildred Natwick, Mildred Dunnock, Royal Dano, Jerry Mathers
EUA, 1955 - 99’’ / legendado em espanhol

THE TROUBLE WITH HARRY é um Hitchcock diferente… o reverso dos outros filmes de Hitchcock: ao mundo da culpa contrapõe-se o universo onde ela não existe. Porque é que esse universo nos faz rir tanto? Talvez convenha, depois de rirmos, pensar nesta pergunta. Talvez Harry seja muito mais perturbante do que alguma vez pensámos. Mais de três décadas após este filme, a obra de um cineasta como David Lynch (BLUE VELVET, TWIN PEAKS) com imagens de um paraíso terrestre representado pelas comunidades rurais nos EUA, que encobrem o crime, o medo e a indiferença, confirma o que Hitch eventualmente pressentiu. Talvez THE TROUBLE WITH HARRY seja não só o mais inquietante mas também o mais amoral dos filmes de Hitchcock.



02. SÁBADO

DIAL M FOR MURDER (Chamada Para a Morte)

com Grace Kelly, Ray Milland, Robert Cummings, John Williams, Anthony Dawson
EUA, 1954 - 105’’ / legendado em espanhol

Adaptação da peça homónima de Frederick Knott. História de um crime falhado que procura transformar-se em crime perfeito. Tendo falhado o atentado contra a mulher, o marido procura fazê-la passar como assassina do homem que contratou para a matar. Uma das grandes obras de suspense de Hitchcock, com Grace Kelly a enganar o marido, este a contar com o dinheiro dela e John Williams num irresistível inspector da polícia. Originalmente em 3-D.



07. QUINTA

THE LADY VANISHES (Desaparecida!)

com Margaret Lockwood, Michael Redgrave, Paul Lukas, Dame May Whitty
Reino Unido, 1938 - 95’’

Um dos mais famosos filmes do período inglês de Hitchcock, é também uma espécie de resumo dessa fase da sua obra. Colocando a tónica no humor, narra uma história de espionagem clássica, que envolve um grupo de nazis e uma velha e fleumática senhora inglesa, num comboio que atravessa a região dos Balcãs. Um dos mais brilhantes exercícios de estilo do realizador.



08. SEXTA

STRANGERS ON A TRAIN (O Desconhecido do Norte-Expresso)

com Farley Granger, Robert Walker, Ruth Roman, Patricia Hitchcock, Leo G. Carroll
EUA, 1951 - 101’’

STRANGERS ON A TRAIN é um filme onde Hitchcock filma, de maneira quase abstracta, o enorme novelo moral que envolve a humanidade (e para o qual não há resposta, nem saída, nem solução). Neste thriller, exemplo eloquente do seu génio, adapta uma novela que impôs Patricia Highsmith como autora de referência do género, onde conta a história de uma estranha "troca" de crimes.



09. SÁBADO

PSYCHO (Psico)

com Anthony Perkins, Janet Leigh, Vera Miles, John Gavin, Martin Balsam, John McIntire, Simon Oakland
EUA, 1960 - 109’’

Hitchcock usou PSYCHO para definir o que considerava "cinema puro". "Não se trata de uma grande interpretação que tivesse abalado o público. Não se trata de um romance muito apreciado que tivesse cativado o público. O que emocionou o público foi o filme puro" (Hitchcock). Em PSYCHO, o filme mais mítico de Hitch e o mais imitado, e o maior êxito comercial do realizador, que lançou a "moda" dos "serial killers" no cinema, Hitch aplicou muitas das experiências que desenvolveu nas séries televisivas que realizou na mesma época.



14. QUINTA

JAMAICA INN (A Pousada da Jamaica)

com Charles Laughton, Maureen O’Hara, Robert Newton, Leslie Banks, Emlyn Williams
Reino Unido, 1939 - 94’’ / sem legendas

O ultimo filme da fase britânica de Hitchcock, feito já com um pé na América, segundo uma popular novela de Daphne du Maurier, autora também de REBECCA, a estreia de Hitch nos EUA. É a história de uma órfã irlandesa (Maureen O’Hara no papel que a revelou) na costa da Cornualha no século XVIII, vivendo numa sinistra mansão que abriga um bando responsável pelos naufrágios na costa. Feito por iniciativa de Laughton e para Laughton, tudo indica que o realizador jogou consciente e voluntariamente uma partilha de carácter com o actor.



15. SEXTA

UNDER CAPRICORN (Sob o Signo do Capricórnio)

com Ingrid Bergman, Joseph Cotten, Michael Wilding, Margaret Leighton, Cecil Parker
EUA, 1949 - 115’’

Um dos filmes mais discutidos de Hitchcock, que nele leva a cabo outra experiência notável no uso do plano-sequência (depois de ROPE), e que aqui tem uma genial aplicação na sequência da confissão de Ingrid Bergman, num grande plano que dura quase dez minutos. Tendo por cenário a Austrália do século XIX, que era também um local de degredo para condenados pela lei, UNDER CAPRICORN é uma admirável história de amor, de culpa e de redenção, fotografada com mão de mestre por Jack Cardiff.



16. SÁBADO

ROPE (A Corda)

com James Stewart, Farley Granger, John Dall, Cedric Hardwicke, Joan Chandler
EUA, 1945 - 80’’

ROPE é o mais famoso "tour de force" técnico de Hitchcock: narrado em tempo real, o filme inteiro é composto por um só plano aparente, cada bobina contendo um único plano-sequência. É a história de dois estudantes, que matam um amigo unicamente pelo "prazer" de cometer um "acto gratuito", e que recebem um grupo de convidados para jantar, com o cadáver escondido no apartamento.



21. QUINTA

YOUNG AND INNOCENT

com Nova Pilbeam, Derrick de Marney, Percy Marmont, Mary Clare
Reino Unido, 1937 - 80’’ / legendado em espanhol

YOUNG AND INNOCENT é um dos menos conhecidos filmes de Hitchcock, embora se inclua na fase mais rica do seu período inglês. É também aquele que, neste período, se afasta do tema da espionagem, centrando-se apenas na questão do "falso culpado" que procura descobrir o autor do crime de que é acusado. YOUNG AND INNOCENT contem um dos grandes "tour de force" técnicos de Hitchcock: o famoso travelling que atravessa a sala de baile para mostrar o criminoso entre os membros da orquestra.



22. SEXTA

SPELLBOUND (A Casa Encantada)

com Gregory Peck, Ingrid Bergman, Leo G. Carroll, John Emery, Michael Chekhov, Rhonda Fleming
EUA, 1945 -111’’

SPELLBOUND marca o encontro de Hitchcock com Gregory Peck e Ingrid Bergman. O tema principal é o amor, numa história de dedicação e sacrifício de uma mulher capaz de tudo para defender o seu amado. Ela é uma psicanalista. Ele um seu paciente, que se fez passar pelo médico que é acusado de ter morto. E à volta disto, uma incursão pelos meandros da psicanálise, com uma sequência de antologia; o sonho de Gregory Peck, encenado por Salvador Dali.



23. SÁBADO

NOTORIOUS (Difamação)

com Cary Grant, Ingrid Bergman, Claude Rains, Louis Calhern, Leopoldine Konstantin
EUA, 1946 - 99’’

Para muitos, trata-se da obra-prima absoluta de Hitchcock, uma soberba história de amor tendo por pano de fundo uma intriga de espionagem. NOTORIOUS é o filme do voluptuoso beijo entre Ingrid e Cary, num movimento de câmara tantas vezes imitado e nunca igualado. É o filme de uma expiação, de uma mulher pelos homens, primeiro o pai, e depois o amante. É também o filme da suspeita, mas esta exterior, dos serviços secretos americanos a propósito da utilização do urânio no argumento do filme. E é também o filme em que ao gosto do champanhe se junta o sabor do suspense.



28. QUINTA

REBECCA

com Laurence Olivier, Joan Fontaine, Judith Anderson, George Sanders, Nigel Bruce, Gladys Cooper, Florence Bates, Reginald Denny, C. Aubrey Smith, Leo G. Carroll
EUA, 1940 - 130’’

REBECCA foi a passadeira vermelha lançada por Hollywood para receber o "mestre do suspense". De certo modo, a própria novela de Daphne du Maurier fora escrita a pensar na sua adaptação por Hitch, e para Olivier como intérprete. Mas o filme é também a frágil personagem de Joan Fontaine, a "sombra" sinistra de Mrs Danvers, a governanta (Judith Anderson) e o fantasma presente de Rebeca, que domina o filme de uma ponta a outra.



29. SEXTA

TO CATCH A THIEF (Ladrão de Casaca)

com Cary Grant, Grace Kelly, Charles Vanel, Brigitte Auber, John Williams
EUA, 1955 - 97’’ / legendado em espanhol

Hitchcock e Grace Kelly no seu último encontro, antes dela se tornar princesa de Mónaco. Grant é um ladrão de jóias retirado, que volta à acção quando alguém lhe usurpa o nome numa série de audaciosos roubos. É também uma comédia onde sobressaem mais claramente as obsessões eróticas que povoam a obra de Hitch, com destaque para a cena arquetípica do fogo de artifício.



30. SÁBADO

REAR WINDOW (Janela Indiscreta)

com James Stewart, Grace Kelly, Wendell Corey, Thelma Ritter, Raymond Burr
EUA, 1954 - 112’’ / legendado em francês

Pode chamar-se um “filme de câmara”, de tal forma tudo se circunscreve à visão a partir da sala onde o herói, um fotógrafo com a perna em gesso devido a um acidente (James Stewart), passa o tempo bisbilhotando a vida dos vizinhos, até ao momento em que se depara com um crime. A notável articulação entre os espaços do interior do apartamento de Stewart e o pátio e as traseiras dos vizinhos, é o resultado de um dos mais fabulosos trabalhos de “set designing” da história do cinema.






Retomando a viagem pelo mundo dos Oscar®, em Setembro a estatueta em questão é a Direcção Artística:


THE MERRY WIDOW, de Ernst Lubitsch (1934)
LOST HORIZON (Horizonte Perdido) , de Frank Capra (1937)
THE THIEF OF BAGDAD (O Ladrão de Bagdad) , de Michael Powell, Ludwig Berger e Tim Whelan (1940)
THE SONG OF BERNADETTE (A Canção de Bernadette) , de Henry King (1943)
FRENCHMAN’S CREEK (A Gaivota Negra) , de Mitchell Leisen (1944)
BLACK NARCISSUS (Quando os Sinos Dobram) , de Michael Powell e Emeric Pressburger (1946)
LITTLE WOMEN (Mulherzinhas) , de Mervyn LeRoy (1949)
BARRY LYNDON (Barry Lyndon) , de Stanley Kubrick (1975)
SUNSET BOULEVARD (Crepúsculo dos Deuses) , de Billy Wilder (1950)
AMERICA, AMERICA, de Elia Kazan (1963)
MY FAIR LADY, de George Cukor (1964)
AN AMERICAN IN PARIS (Um Americano em Paris) , de Vincente Minnelli (1951)
STAR WARS (A Guerra das Estrelas) , de George Lucas (1977)
TESS, de Roman Polanski (1979)
RAIDERS OF THE LOST ARK (Os Salteadores da Arca Perdida) , de Steven Spielberg (1981)
DANGEROUS LIAISONS (Ligações Perigosas) , de Stephen Frears (1988)
BATMAN, de Tim Burton (1989)
HOWARDS END (Regresso a Howards End) , de James Ivory (1992)
MOULIN ROUGE, de Baz Luhrmann (2001)
THE AVIATOR (O Aviador), de Martin Scorsese (2004)
MEMOIRS OF A GEISHA (Memórias de Uma Gueisha), de Rob Marshall (2005) </p>




NOVO CINEMA DO SOL NASCENTE

Além da continuação da História Permanente do Cinema, e de um ciclo sobre os Quatro Elementos, em Setembro a Cinemateca debruça-se sobre as mais recentes produções asiáticas.


REN XIAO YAO (Prazeres Desconhecidos) , de Jia Zhang Ke (2002)
SHIJIE (O Mundo), de Jia Zhang Ke (2004)
ZHANTAI (Plataforma) , de Jia Zhang Ke (2000)
BU SAN (Adeus Dragon Inn), de Tsai Ming-liang (2003)
XIAO CHENG ZHI CHUN (Primavera Numa Pequena Cidade) , de Tian Zhuangzhuang (2002)
DARE MO SHIRANAI (Ninguém Sabe), de Koreeda Hirokazu (2004)
OLDBOY (Oldboy – Velho Amigo) , de Park Chan-wook (2003)
2046, de Wong Kar Wai (2004)
BIN-JIP (Ferro 3), de Kim Ki-duk (2004)
SAMARIA (A Samaritana), de Kim Ki-duk (2004)
BOM YEOREUM GAEUL GYEOUL GEURIGO BOM (Primavera, Verão, Outono, Inverno e… Primavera) , de Kim Ki-duk (2003)
FA YEUNG NIN WA (Disponível Para Amar) , de Wong Kar Wai (2000)
CHIHWASEON (Embriagado de Mulheres e de Pintura) , de Im Kwon-taek (2002)
ZUOTIAN (A Separação) , de Zhang Yang (2001)
ZATOICHI, de Takeshi Kitano (2003)
SHIQI SUI DE DAN CHE (Bicicleta de Pequim) , de Wang Xiaoshuai (2001)
NI NEIBIAN JIDIAN (Que Horas São Aí?) , de Tsai Ming Liang (2001)
KOHI JIKO (Café Lumière) , de Hou Hsiao-hsien (2003)
SUZHOU HE (O Rio Suzhu) , de Lou Ye (2000)
CHA NO AJI (O Gosto do Chá) , de Ishii Katsuhito (2004)
</p>

Mais detalhes em Cinemateca Portuguesa.






realizado por Rita às 00:40
link do post | comentar

Sexta-feira, 11 de Agosto de 2006
Grandes Filmes do Passado




Começou no passado dia 2 (peço desculpa pelo atraso... mas as páginas têm tendência a colar-se com o calor) o ciclo Grandes Filmes do Passado, que está a ter lugar no Cinema Quarteto, em Lisboa. Até dia 30, por 2 euros e com sessões às 14h30, 17h00, 19h15 e 22h00, ainda vão a tempo de rever:


11 Agosto
“CRÓNICAS”, de Sebastián Cordero (2004, 108’)
com John Leguizamo, Leonor Watling, Damián Alcázar

12 e 13 Agosto
“ANOTHER DAY IN PARADISE”, de Larry Clark (1997, 101’)
com James Woods, Melanie Griffith, Vincent Kartheiser, Natasha Gregson Wagner

14 e 15 Agosto
“ETERNAL SUNSHINE OF THE SPOTLESS MIND”, de Michel Gondry (2004, 108’)
com Jim Carrey, Kate Winslet, Elijah Wood, Mark Ruffalo, Kirsten Dunst

16 e 17 Agosto
“Y TÚ MAMÁ TAMBIÉN” de Alfonso Cuarón (2001, 105’)
com Diego Luna, Gael Garcia Bernal, Maribel Verdú

18 e 19 Agosto
“eXistenZ”, de David Cronenberg (1999, 97’)
com Jennifer Jason Leigh, Jude Law, Ian Holm, Willem Dafoe, Don McKellar

20 e 21 Agosto
“GOOD BYE LENIN!” de Wolfgang Becker (2003, 121’)
com Daniel Brühl, Katrin Saß, Chulpan Khamatova

22 e 23 Agosto
“FAR FROM HEAVEN”, de Todd Haynes (2002, 107’)
com Julianne Moore, Dennis Quaid, Dennis Haysbert, Patricia Clarkson, Viola Davis

24 e 25 Agosto
“MAGNOLIA”, de Paul Thomas Anderson (1999, 188’)
com Tom Cruise, Julianne Moore, William H. Macy, John C. Reilly, Philip Baker Hall, Philip Seymour Hoffman, Alfred Molina

27 e 28 Agosto
“IRRÉVERSIBLE”, de Gaspar Noé (2002, 95’)
com Monica Bellucci, Vincent Cassel

29 e 30 Agosto
“THE HOUSE OF THE FLYING DAGGERS”, de Zhang Yimou (2004, 119’)
com Takeshi Kaneshiro, Andy Lau, Ziyi Zhang, Dandan Song




realizado por Rita às 02:20
link do post | comentar

Segunda-feira, 7 de Agosto de 2006
LIVROS EM FILME

Três adaptações cinematográficas pelas quais espero ansiosamente.




O PERFUME, de Patrick Süskind


Em pleno século XVIII, Jean-Baptiste Grenouille nasce com uma particularidade: não emana qualquer odor. Em contrapartida, o seu dom olfactivo é extremamente apurado. Os cheiros marcam o seu nascimento, a sua vida e a sua profissão. Com mestres perfumistas da capital francesa ele descobre os segredos e técnicas para fabricar os aromas mais sublimes. Mas também aí reside a sua obsessão, para a qual ele não coloca limites: encontrar o perfume ideal.






A adaptação da obra emblemática de Süskind esteve a cargo de Andrew Birkin (co-argumentista d’“O Nome da Rosa”), Bernd Eichinger (argumentista de “Der Untergang”), Caroline Thompson (co-argumentista de “The Nightmare Before Christmas” e de “Corpse Bride”), e Tom Tykwer (argumentista e realizador Do memorável “Lola Rennt”), que também assina a realização.


O elenco de “Das Parfum - Die Geschichte eines Mörders” (“Perfume: A História de um Assassino”) é liderado por Ben Whishaw, no papel de Jean-Baptiste Grenouille, Dustin Hoffman como Guiseppe Baldini, Alan Rickman como Antoine Richis e Rachel Hurd-Wood como Laure Richis.


Actualmente em fase de pós-produção, esta co-produção francesa, espanhola e alemã, cujas filmagens tiveram lugar em Munique, Barcelona, Girona e França, estreia na Alemanha a 14 de Setembro de 2006. Trailer disponível no site oficial: http://www.parfum.film.de/







SEDA, de Alessandro Baricco


Na França do século XIX, Hervé Joncour é um homem cuja vida programada não tem margem para surpresas. Uma crise na produção de seda em França, da qual depende a economia local, leva Hervé a aceitar a proposta do produtor Baldabiou para ir ao Japão e trazer os melhores ovos de bichos-da-seda do mundo. Aí, Hervé conhece Hara Kei, um homem poderoso, e a sua concubina, uma mulher misteriosa que, sem uma palavra, acorda em Hervé um novo fogo.






Filmado maioritariamente em Itália e no Japão, esta co-produção canadiana, francesa, inglesa, italiana e japonesa, já em pós-produção, estreia em Outubro de 2007 nos Estados Unidos.


A realização está a cargo de François Girard, autor também do argumento, depois do próprio Baricco ter trabalhado numa primeira versão. Do elenco fazem parte Michael Pitt (Hervé Joncour), Keira Knightley (Helene), Koji Yakusho (Hara Kei), Alfred Molina (Baldabiou) e Miki Nakatani (Madame Blanche).









A SOMBRA DO VENTO, de Carlos Ruiz Zafón


Numa manhã de 1945, um rapaz de dez anos é conduzido pelo seu pai a um misterioso lugar no coração da cidade velha: o Cemitério dos Livros Esquecidos. Aí, Daniel Sempere encontra A Sombra do Vento, um livro maldito que mudará o rumo da sua vida e o arrastará por um labirinto de intrigas e segredos enterrados na alma escura da cidade. A Sombra do Vento é um mistério literário ambientado na Barcelona da primeira metade do século XX, desde os últimos esplendores do modernismo até às trevas do pós-guerra. Misturando técnicas de thriller, de novela histórica e de comédia de costumes, Carlos Ruiz Zafón conta uma trágica história de amor, com ecos através do tempo. Mas A Sombra do Vento é, acima de tudo, um livro sobre o amor pelos livros.



Virei hoje a última página deste livro apaixonante. Ainda não consegui descobrir nada, nem faço ideia se os direitos estão a ser negociados, mas, por favor, alguém pegue nesta história lindíssima e, com consciência e sensibilidade, faça daqui um bom filme.


Site oficial do livro, com jogo incluído. O prémio para quem consiga salvar os últimos cinco exemplares d’A Sombra do Vento é a banda sonora exclusiva do livro, composta pelo próprio Carlos Ruiz Zafón.


01 - La Sombra del Viento
02 - El Cementerio de los Libros Olvidados
03 - Bea
04 - Lain Coubert


Divirtam-se!

















realizado por Rita às 01:37
link do post | comentar | ver comentários (2)

Sexta-feira, 4 de Agosto de 2006
The Notorious Betty Page

Estreia hoje em Londres o filme sobre a maior pin-up de todos os tempos.




A verdadeira.





A falsa (Gretchen Mol).



À laia de aviso, para os amigos que estão por lá.






realizado por Rita às 01:41
link do post | comentar

pesquisar
 
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Notícias recentes

em estreia

IndieLisboa’12

8 ½ Festa do Cinema Itali...

Oscar® 2012 – vencedores

BAFTA 2012

les magritte du cinema

Uggie

Oscar® 2012 – nomeados

69th Golden Globe Awards ...

69th Golden Globe Awards ...

Notícias passadas

IndieLisboa’12
8 ½ Festa do Cinema Italiano
Oscar® 2012 – vencedores
BAFTA 2012
les magritte du cinema
Uggie
Oscar® 2012 – nomeados
69th Golden Globe Awards – vencedores
69th Golden Globe Awards – nomeados
Lisbon & Estoril Film Festival 2011
docLisboa 2011
12ª Festa do Cinema Francês
63rd Primetime Emmy® Awards
the losing game
8 ½ Festa do Cinema Italiano
Sidney Lumet
em rodagem [The Hobbit]
Monstra | 11
Jane Russell
Oscar® 2011 – vencedores
Goya 2011
BAFTA 2011 - vencedores
John Barry
17th Annual SAG Awards® - vencedores
Oscar® 2011 – nomeados
BAFTA 2011 - nomeados
68th Golden Globe Awards – vencedores
Pete Postlethwaite
17th Annual SAG Awards® - nomeados
That's life…
Go see
68th Golden Globe Awards – nomeados
Anfitriões
Em estreia
Mostra de Cinema da América Latina
Dino De Laurentis
III Ciclo de Cinema Espanhol
estoril film festival ’ 10
docLisboa 2010
11ª Festa do Cinema Francês
62nd Primetime Emmy® Awards
Em estreia [a não perder]
Saramago
Dennis Hopper
em estreia esta semana
8 ½ Festa do Cinema Italiano
DOC_EUROPA II
X Encontros de Viana
Cannes'2010
Panorama’2010
IndieLisboa’10 - antecipação
programa para o fim-de-semana?
Oscar® 2010 – vencedores
BAFTA 2010 - vencedores
Oscar® 2010 – nomeados
prenda [de despedida]
Sundance 2010
16th Annual SAG Awards
67th Golden Globe Awards – vencedores
Brittany Murphy
67th Golden Globe Awards – nomeados
22nd European Film Awards
Superman/Batman: Public Enemies
CINEMATECA EM DEZEMBRO
Ciclo de Cinema Espanhol 2009
The Golden Suicides
4ª Mostra de Cinema Brasileiro
os frutos de Bowie
estoril film festival ’ 09
doclisboa 2009
CineEco 2009
10ª FESTA DO CINEMA FRANCÊS
“Arena”, Palma de Ouro
João Bénard da Costa
a decorrer
o poster – Cannes’2009
IndieLisboa’09
Natasha Richardson
Oscar® 2009 – vencedores
Fantas 2009
em estreia
BAFTA 2009 – vencedores
BAFTA 2009 – nomeados
5th Annual SAG Awards®
Sundance XXV
Oscar® 2009 – nomeados
Oscar de Melhor Filme Estrangeiro: shortlist
66th Golden Globes - vencedores
A Valsa Com Bashir - debates
David Robert Hayward-Jones
I, Lucifer
o epítome das Boas Festas
66th Golden Globes - nomeados
21st European Film Awards
BIFAs 2008
Festa de Cinema Periférico
IndieLisboa 2009 (e ainda o 2008)
a cegueira
3ª Mostra de Cinema Brasileiro
VISÕES DO SUL
estoril film festival ’ 08
Ciclo “A GUERRA FRIA NO ECRÔ
Duas estreias
Todo Manoel de Oliveira
doclisboa 2008
CineEco 2008
De volta às bancas
Paul Newman
9ª FESTA DO CINEMA FRANCÊS
Estreia hoje
QueerLISBOA 12
MOTELx 2008
Ciclo de Cinema Espanhol
Curtas 2008
UM ANO DE CINEMA(S)
Viagens no Oriente
8 ½ - Festa do Cinema Italiano
FICA 2008
Sydney Pollack
Palma de Ouro 2008
Blindness
Caminhos do Cinema Português 2008
HOLA LISBOA 2008
VIII Encontros de Viana
Maio de 68 no cinema
Lisbon Village Festival 2008
Cannes 2008 - countdown
Monstra 2008
IndieLISBOA 2008
Mais um luto no cinema
FantasPorto 2008
Oscar® – vencedores
u omãi qe dava pulus
Berlinale 2008
BAFTA 2008
Goya para fado
Oscar® – nomeados
Na noite passada
Still speechless
Golden Globes 2008
Nippon Koma
CONTROL (again)
5.º Indie
EFFE - EUROPEAN FILM FESTIVAL ESTORIL 2007
Vencedor Cine’Eco 2007
BIFAs 2007
doclisboa 2007
ZOOLLYWOOD
CineEco 2007
8ª FESTA DO CINEMA FRANCÊS
INATEL - FESTA DO CINEMA 2007
[mais] UM ANO DE CINEMA(S)
Lisbon Village Festival 2007
2º HOLA LISBOA
FESTROIA 2007
FESTIVAL DE CANNES 2007
DOC’S KINGDOM
VII Encontros de Viana
1ª Mostra de Cinema Romeno
Monstra | 07
Cinema chileno no Instituto Cervantes
La Lys - o filme
Indie Aftermath
IndieLISBOA 2007
IMPÉRIO DAVID LYNCH
A Noiva
XIV CAMINHOS DO CINEMA PORTUGUÊS
FamaFest 2007 - o rescaldo
Homem bom na Cinemateca
FamaFest 2007
Oscar® – vencedores
BAFTA 2007
Oscar® – nomeados
Golden Globes 2007
Um Mundo Catita
Hola Lisboa
Robert Altman (1925-2006)
CineEco 2006 - a digestão
CineEco 2006 - a ressaca
CineEco 2006
doclisboa 2006
FESTIVAL DE CINEMA DE SAN SEBASTIAN
7ª FESTA DO CINEMA FRANCÊS
O fim do King Kard... as we know it.
FESTIVAIS CANADIANOS
10º Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa
VENEZA 2006
CINEMATECA EM SETEMBRO
Grandes Filmes do Passado
LIVROS EM FILME
The Notorious Betty Page
CINEMA COM MÚSICA - em dose tripla
SEMANA DO CINEMA ESPANHOL
FESTA DO CINEMA - INATEL
FESTROIA - Vencedores
UM ANO DE CINEMA(S)
22º FESTROIA
FESTIVAL DE CANNES 2006
XIII CAMINHOS DO CINEMA PORTUGUÊS
INDIELISBOA 2006
Oscar® 2005 [ACTUALIZAÇÃO]
BAFTA 2006
4 Heróis Independentes no IndieLisboa
Golden Globes
DOCLISBOA 2005 - 3ª Parte
DOCLISBOA 2005 - 2ª parte
DOCLISBOA 2005 - 1ª parte
VENEZA 2005 - PALMARÉS
A SEGUNDA GRANDE GUERRA EM FILMES
CANNES 2005 - PALMARÉS
IndieLISBOA 2005 - O Final
XII Caminhos do Cinema Português
IndieLISBOA 2005 - Programação
FANTASPORTO 2005
Oscar® - o rescaldo
BAFTA 2005
Festival de Sundance 2005
«E o Goya vai para...
Golden Globes 2005

Arquivo

Março 2013

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005