NOTÍCIAS
Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008
9ª FESTA DO CINEMA FRANCÊS




Durante um mês, a 9ª edição da Festa do Cinema Francês estender-se-á por Lisboa (2 a 12 de Outubro - Cinema São Jorge, Cinemateca Portuguesa e Instituto Franco-Português), Almada (8 a 12 Outubro - Auditório Fernando Lopes Graça), Coimbra (13 a 18 de Outubro - Teatro Académico Gil Vicente), Porto (21 a 26 de Outubro - Fundação Serralves, Cinemas Cidade do Porto) e Faro (29 de Outubro a 2 de Novembro - Teatro Municipal de Faro, Cinemas SBC).


Além do programa habitual, que inclui com 25 antestreias, este ano a Festa conta ainda com duas novas secções:

Paris-Lisboa – organizada em Lisboa com conjunto com a Cinemateca Portuguesa, conta com 10 obras rodadas em Lisboa e Paris. A abertura será feita com um cine-concerto.

Cannes em Portugal – homenageando a Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes, em Lisboa e no Porto serão exibidas 10 obras por estrear entre nós.


Uma programação especial da RTP2 de longas e curtas-metragens acompanhará este evento ao longo do mês.




FILMES EM EXIBIÇÃO:



CARTOUCHES GAULOISES, de Mehdi Charef (2007, 1h32)

com Ali Hamada, Thomas Millet, Julien Amate, Tolga Cayir, Mohammed Medjahri, Sabrina Senoussi, Nassim Meziane


“Cartouches Gauloises” passa-se na Primavera de 1962, a última Primavera da guerra da Argélia. A Primavera antes da independência. Ali (Ali Hamada), onze anos, e o seu melhor amigo, Nico (Thomas Millet), vêem o mundo deles a mudar. E fingem acreditar que Nico nunca vai partir. Nunca?




CE QUE MES YEUX ONT VU, de Laurent de Bartillat (2007, 1h28)

com Sylvie Testud, Jean-Pierre Marielle, James Thiérrée, Agathe Dronne


Lucie, de 25 anos, é, além de uma jovem estudante de arte, uma investigadora fascinada pelas obras do pintor Watteau. Ela está convencida de que algumas de suas telas escondem segredos e sentimentos nunca antes revelados. Para esta estudante torna-se quase uma obsessão descobrir quem é a mulher que surge dissimulada em todas as obras do pintor durante um certo período. O seu encontro com o enigmático Vincent, surdo-mudo, irá perturbar a sua investigação e lançá-la na profundidade de uma história com mais de dois séculos de existência.




CHRYSALIS, de Julien Leclercq (2007, 1h34)

com Albert Dupontel, Marie Guillard, Marthe Keller, Mélanie Thierry, Alain Figlarz Argumento: Julien Leclercq, Franck Philippon


Paris, ano de 2020. David Hoffman (Albert Dupontel), um ex-tenente da força policial europeia, aceita regressar à polícia para perseguir um perigoso traficante, Dimitri Nicolov (Alain Figlarz), também acusado de ter assassinado a mulher de Hoffmann. A investigação conduzi-lo-á ao rasto de uma organização criminosa, que se dedica ao tráfico de órgãos e a uma misteriosa clínica. Esta clínica, dirigida pela Professora Brügen (Marthe Keller), está equipada com tecnologia de ponta e tem capacidade para restaurar e inserir memórias no cérebro. Mas…há memórias que não se podem perder…




DÉLICE PALOMA, de Nadir Moknèche (2006, 2h14)

com Biyouna, Aylin Prandi, Daniel Lundh, Nadia Kaci, Lyes Salem


Zineb é uma instituição em Argel a quem todos podem recorrer caso necessitem de “ajuda”, seja para uma licença de construção ou para conhecer uma rapariga atraente e disponível. Convencida de que é uma benfeitora nacional Madame Aldjeria tem cerca de cinquenta anos, uma ascendência modesta, um filho ilegítimo e uma vontade férrea de escalar a hierarquia social. E se sobreviver na Argel actual implica uma atitude inteligente e agressiva, subir a escada social irá conduzi-la a aceitar compromissos cada vez maiores. Tudo para concretizar o seu sonho de comprar os banhos de Caracalla, que lhe irão permitir melhorar de vida...




DEUX JOURS À TUER, de Jean Becker (2007, 1h25)

com Albert Dupontel, Pierre Vaneck, Marie-Josée Croze


Antoine (Albert Dupontel), 42 anos, é um publicitário de sucesso com uma vida perfeita. É casado com Cécile (Marie-Josée Croze), de quem tem dois filhos, vive numa boa casa, tem amigos e mantém com os vizinhos uma boa relação. Um dia, o equilíbrio da sua vida perfeita desfaz-se. Adoptando uma atitude de intransigência, começa a questionar tudo o que construiu nos últimos anos da sua vida – casamento, filhos, profissão, amizades... Perante o espanto daqueles que o rodeiam, destrói, no espaço de uma semana, toda a estrutura da sua vida...




LA DEUXIÈME SOUFFLE, de Alain Corneau (2007, 2h36)

com Daniel Auteuil, Monica Bellucci, Michel Blanc, Jacques Dutronc, Eric Cantona, Gilbert Melki, Daniel Duval


Gu (Daniel Auteuil), um perigoso e respeitado gangster francês condenado a prisão perpétua, consegue evadir-se da prisão no final dos anos cinquenta. Perseguido pela polícia, só pensa em fugir para fora do país com Manouche (Mónica Bellucci), a mulher que ama. Para o fazer precisa de dinheiro e aceita entrar num último assalto. Vítima de uma maquinação, acaba por ficar com fama de traidor e vai ter que limpar a sua honra…




ENTRE LES MURS, de Laurent Cantet (2008, 2h08)

com François Bégaudeau, Nassim Amrabt, Laura Baquela, Vincent Caire, Olivier Dupeyron


François (François Bégaudeau) é um jovem professor da disciplina de francês, de uma turma do 9º ano. Leccionando numa escola que está longe de ter o ambiente ideal, François investe num exercício em que provoca os seus alunos a entrarem em estimulantes debates, nos quais o uso da palavra é por si só um desafio. O professor procura desta forma superar um relacionamento nem sempre fácil com Esmeralda, Souleymane, Khoumba entre outros, ensinando-lhes ao mesmo tempo o poder da palavra na defesa dos direitos de cada um. Mas a aprendizagem da democracia por vezes também pode envolver alguns riscos...




FAUBOURG 36, de Christophe Barratier (2008, 2h00)

com Gérard Jugnot, Clovis Cornillac, Kad Merad, Nora Arnezeder, Pierre Richard, Bernard-Pierre Donnadieu, Maxence Perrin, François Morel, Élisabeth Vitali, Christophe Kourotchkine


Em 1936, com a vitória da Frente Popular, a esperança varre os bairros operários das grandes cidades francesas. Num bairro do nordeste de Paris, três operários ligados ao teatro estão desempregados desde que a sala de espectáculos onde trabalhavam fechou. É então que resolvem ocupar o teatro, abandonado e ameaçado de demolição, que até há poucos meses lhes dava trabalho. Reapropriam-se do Chansonia e tentam montar um novo “espectáculo de sucesso” com muita música à mistura, que volte a dar vida à sala…




FAUT QUE ÇA DANSE!, de Noémie Lvovsky (2007, 1h40)

com Jean Pierre Marielle, Valeria Bruni-Tedeschi, Sabine Azéma, Bulle Ogier, Bakary Sangaré, Arié Elmaleh


Na família Bellinsky há o pai, Salomon (Jean-Pierre Marielle), que com 80 anos refuta qualquer intenção de monotonia. Entre as coreografias de Fred Astaire, que ele tanto aprecia, e a busca incessante por uma companheira, vive cada momento com grande energia; A mãe, Geneviéve (Bulle Ogier), que progride no seu processo de infantilização, de acordo com as indicações dadas pelo mentor e companheiro de todas as horas, Mr Mootoosamy (Bakary Sangaré); E Sarah (Valeria Bruni-Tedeschi), a filha, que fica surpresa ao descobrir que está grávida, pois sempre se julgou estéril. Tem agora a responsabilidade de constituir uma nova família...




LA REINE SOLEIL, de Philippe Leclerc (2007, anim., 1h17)

vozes: Coralie Vanderlinden, David Scarpuzza, Arnaud Léonard, Catherine Coner, Philippe Allard


Antigo Egipto, 18ª dinastia. Akhesa é uma princesa linda, impetuosa e rebelde, filha do faraó Akhenaton. Recusando-se a viver confinada ao interior do palácio real, e ignorando a razão pela qual a sua mãe, a Rainha Nefertiti, se encontra exilada, foge com a ajuda do príncipe Thout na esperança de a encontrar. Inconscientes dos perigos de uma viagem destas, Akhesa e Tout navegam pelo Nilo e atravessam as dunas quentes do deserto, tendo como únicas armas a coragem e a inocência...




LADY JANE, de Robert Guédiguian (2007, 1h42)

com Ariane Ascaride, Jean-Pierre Darroussin, Gérard Meylan, Yann Tregouët, Frédérique Bonnal, Pascale Roberts, Jacques Boudet, Pascal Cervo, Giuseppe Selimo


Um grupo de amigos, Muriel (Ariane Ascaride), François (Jean-Pierre Darroussin) e René (Gérard Meylan), cresceram nos anos setenta ao som dos Rolling Stones. Distribuíam o produto dos seus roubos de justiceiros pelos operários do bairro popular de Marselha onde viviam. Separaram-se quando, num dos assaltos, mataram um joalheiro. Trinta anos depois reúnem-se de novo, porque o filho adolescente de Muriel foi raptado e é preciso juntar o dinheiro para pagar o resgate…




LES FEMMES DE L’OMBRE, de Jean Paul Salomé (2008, 1h58)

com Sophie Marceau, Julie Depardieu, Marie Gillain, Déborah François, Moritz Bleibtreu, Maya Sansa


França, 1944, II Guerra Mundial. Próxima da Resistência, Louise (Sophie Marceau) embarca para Londres após o assassinato do seu marido. Nessa altura, é recrutada pela Special Operations Executive (SOE), uma agência de informação secreta criada por Churchill, cujo objectivo é sabotar as acções do exército nazi. A sua primeira missão é resgatar um agente britânico detido pelo inimigo. Louise contará com o apoio de outras quatro mulheres, escolhidas especificamente para esta incumbência. Dependendo apenas da sua sorte, coragem e determinação, afrontam o seu próprio destino...




LE FILS DE L’ÉPICIER, de Éric Guirado (2007, 1h36)

com Nicolas Cazalé, Clotilde Hesme, Daniel Duval, Jeanne Goupil, Lilianne Rovère


Quando Antoine (Nicolas Cazalé) propõe a Claire (Clothilde Hesme), sua melhor amiga, emprestar-lhe dinheiro para que ela possa prosseguir os estudos, está muito longe de imaginar onde o levará a sua promessa. O Verão chegou e o jovem deixa a cidade de Paris para ir ajudar os pais, numa vila rural do sul de França. O pai, merceeiro ambulante, adoeceu e Antoine, embora contrariado, mas com a sua promessa para cumprir, aceita substitui-lo no abastecimento de mercearias aos povoados mais isolados. Aquilo que começou por ser uma contrariedade transforma-se numa riquíssima (re)descoberta, num retorno à alegria de viver e, quem sabe, ao amor...




LES LIP, L’IMAGINATION AU POUVOIR, de Christian Rouaud (2007, doc., 1h58)


A história começa a 17 de Abril de 1973, na fábrica de relógios LIP, em Palente, na periferia de Besançon. Outrora uma empresa próspera, a LIP encontrava-se então nas mãos de novos proprietários que planeavam um plano de despedimentos dramático para os operários. A resistência organizada pelos trabalhadores deu origem a um movimento de luta incrível, que durou vários anos, mobilizou multidões em França e na Europa, multiplicou as acções ilegais sem ceder à tentação da violência, apoiando-se na democracia directa e numa imaginação incandescente!




LE PREMIER CRI, de Gilles de Maistre (2006, doc., 1h40)


Durante a ocorrência de um eclipse total do sol pela lua, avistado em todo o mundo, o destino de várias personagens reais cruza-se num momento único e universal: o nascimento de um bebé. Esta é a emocionante e verdadeira história sobre o nosso primeiro grito da vida, aquele que emitimos quando nascemos e que anuncia a nossa chegada ao mundo. Das areias quentes do Sahara às planícies brancas da Sibéria, da beleza sagrada do Ganges ao Japão tradicional, este é um filme com imagens únicas, onde o cenário é a própria Terra. Um contraste de terras, de pessoas e de culturas, na mais bela e insólita das viagens. O nascimento no grande ecrã, visto à escala do planeta.




LE SILENCE DE LORNA, de Jean-Pierre e Luc Dardenne (2007, 1h45)

com Arta Dobroshi, Jérémie Renier, Fabrizio Rongione, Alban Ukaj, Morgan Marinne, Olivier Gourmet, Anton Yakovlev, Grigori Manoukov


Lorna (Arta Dobroshi), uma jovem albanesa que vive na Bélgica, sonha em ter o seu namorado Sokol perto dela e ter dinheiro para abrir um café.É preciso obter a nacionalidade e o dinheiro. Lorna tenta encontrar uma saída tornando-se cúmplice de Fabio (Fabrizio Rongione), um homem dos meios do crime de Liège.Este arranja-lhe um casamento falso com um toxicodependente belga, Claudy (Jérémie Renier) para em seguida poder casar com um mafioso russo disposto a pagar muito para se naturalizar. Para que esse segundo casamento aconteça, Fabio decide matar Claudy... Lorna tem que manter o silêncio.




LE TUEUR, de Cédric Anger (2007, 1h30)

com Gilbert Melki, Grégoire Colin, Mélanie Laurent


Paris, época de Natal. Léo Zimmerman é um homem de negócios, aparentemente exemplar, que vive sobretudo para a filha. Os investimentos que faz na bolsa, trazem-lhe ganhos avultados, mas sente-se espiado. É um homem stressado que já não sonha. Um dia é visitado no seu escritório por Dimitri Kopas que se apresenta como um cliente normal. Contudo, o empresário percebe que Kopas está ali para o matar. Desvairado pela paranóia e pela ansiedade, Leo Zimmerman decide confrontar o seu executor e propor-lhe um pacto…




PARIS, de Cédric Klapisch (2007, 2h10)

com Juliette Binoche, Romain Duris, Fabrice Luchini, Albert Dupontel, François Cluzet, Mélanie Laurent, Zinedine Soualem


Pierre (Romain Duris), um jovem bailarino parisiense, descobre que sofre de uma doença que lhe poderá ser fatal. A perspectiva da morte faz com que valorize a sua vida e a das pessoas com quem se cruza diariamente no seu bairro, seja a sua irmã (Juliette Binoche), os vizinhos ou os comerciantes. Através de um novo olhar, Pierre assiste ao desenrolar das histórias destas pessoas, dos seus problemas, dos seus encontros e das suas emoções...




PROMETS-MOI, de Emir Kusturica (2007, 2h06)

com Stribor Kusturica, Aleksandar Bercek, Uros Milovanovic, Marija Petronijevic


Tsane (Uros Milovanovic) vive com o avô (Aleksandar Bercek) num povoado, no cimo de uma colina. Juntamente com Bossa (Ljiljana Blagojevic), a vizinha, que é também a professora de Tsane, são os três únicos habitantes daquele lugar. Um dia, o avô revela que poderá estar perto de morrer e antes que isso aconteça o neto deverá cumprir três desejos seus. Para fazer a vontade ao avô, Tsane segue até à cidade mais próxima. Mas enquanto o jovem se debate com a confusão urbana, com redes mafiosas e outros tumultos, o avô descobre, onde menos espera, as delícias do amor...




SURVIVRE AVEC LES LOUPS, de Véra Belmont (2007, 1h58)

com Mathilde Goffart, Yael Abecassis, Guy Bedos, Michèle Bernier, Benno Fürmann, Anne-Marie Philipe, Franck Personne


Segunda Guerra Mundial. Misha (Mathilde Goffart), uma criança judia de 8 anos, cujos pais foram deportados, abandona a família que a recolheu e parte em busca dos progenitores. Sabe apenas que estes estão algures para Este. Com a ajuda de uma bússola e pelos seus próprios pés, percorre a Bélgica, toda a Alemanha e a Polónia, na esperança de os encontrar. Para sobreviver, evita os homens e a sua violência, junta-se a uma alcateia de lobos e torna-se num deles...




TOI & MOI, de Julie Lopes-Curval (2006, 1h34)

com Marion Cotillard, Julie Depardieu, Jonathan Zaccaï, Eric Berger, Sergio Peiris Mencheta


Redactora de fotonovelas para a revista “Toi & Moi”, Ariane (Julie Depardieu) inspira-se na sua vida amorosa e na da sua irmã Lena (Marion Cotillard) para compor as suas histórias, ainda que bastante romanceadas. Na realidade, as suas vidas são muito pouco românticas. Ariane persegue Farid (Tomer Sisley) na esperança de que ele se transforme, miraculosamente, no seu príncipe encantado. E Lena vive entediada a sua relação com François (Eric Berger). Ambas se debatem num mundo de dúvidas, emoções, desgostos e desejos. Entre o cinzento das suas existências monótonas e o colorido das fotonovelas, conseguirão realmente estas duas irmãs encontrar o verdadeiro amor?




U, de Serge Elissalde (2006, anim., 1h15)

vozes: Vahina Giocante, Isild Le Besco, Marie-Christine Orry, Jean-Claude Bolle-Reddat, Bernadette Lafont


Um unicórnio chamado U vem em auxílio de Mona, uma menina desesperada com a crueldade dos pais adoptivos. O tempo vai passando, Mona cresce e transforma-se numa bonita adolescente sonhadora e muito preocupada com a sua aparência. Um dia, chega a este país imaginário uma família de músicos barulhentos e extravagantes e, entre eles, o sedutor Kulka...




UN BAISER S’IL VOUS PLAÎT, de Emmanuel Mouret (2007, 1h40)

com Emmanuel Mouret, Virginie Ledoyen, Julie Gayet, Michaël Cohen, Stefano Accorsi, Frédérique Bel, Melanie Maudran, Marie Madinier


De passagem por Nantes apenas uma noite, Emilie (Julie Gayet) conhece Gabriel (Michaël Cohen). Ambos ficam seduzidos um pelo outro, mas cada um tem a sua vida e sabem que nunca mais se verão. Ele gostaria de a beijar, e ela também… mas uma história que lhe contaram sobre um beijo com consequências, impede-a. É então que Emilie conta essa história.




VALSE AVEC BACHIR, de Ari Folman (2008, anim./doc., 1h27)


Ari Folman, um soldado israelita da 1ª Guerra do Líbano, vai ao encontro dos seus ex-companheiros de armas para recordar a sua prestação. Num desses encontros Ari expõe uma imagem que recorda. Folman e o ex-companheiro concluem que o sonho só poderá estar relacionado com a missão que cumpriram há 20 anos, no Líbano. Missão que tornou Folman num homem diferente. Este filme é uma obra documental de animação, onde o realizador traz à superfície imagens dos massacres de Sabra e Chatila.




VOLEURS DE CHEVAUX, de Micha Wald (2007, 1h30)

com Adrien Jolivet, Grégoire Colin, François-René Dupont, Grégoire Leprince-Ringuet, Igor Skreblin, Mylène St-Sauveur, Corentin Lobet


Algures no Leste da Europa e em 1856, Jakub (Adrien Jolivet) foi expulso do seu regimento de Cossacos porque deixou que o seu cavalo fosse roubado. No decorrer do ataque de ladrões, o irmão de Jakub foi morto. O antigo soldado parte determinado a vingar a morte do irmão e a reencontrar a sua montada enquanto que outros dois jovens irmãos, Elias (François-René Dupont) e Roman (Grégoire Colin), continuam as suas incursões para roubarem cavalos…




Mais detalhes em http://www.festadocinemafrances.com.



* Sinopses retiradas do site oficial




Edições anteriores:
2006
2005






realizado por Rita às 00:45
link do post | comentar

pesquisar
 
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Notícias recentes

em estreia

IndieLisboa’12

8 ½ Festa do Cinema Itali...

Oscar® 2012 – vencedores

BAFTA 2012

les magritte du cinema

Uggie

Oscar® 2012 – nomeados

69th Golden Globe Awards ...

69th Golden Globe Awards ...

Notícias passadas

IndieLisboa’12
8 ½ Festa do Cinema Italiano
Oscar® 2012 – vencedores
BAFTA 2012
les magritte du cinema
Uggie
Oscar® 2012 – nomeados
69th Golden Globe Awards – vencedores
69th Golden Globe Awards – nomeados
Lisbon & Estoril Film Festival 2011
docLisboa 2011
12ª Festa do Cinema Francês
63rd Primetime Emmy® Awards
the losing game
8 ½ Festa do Cinema Italiano
Sidney Lumet
em rodagem [The Hobbit]
Monstra | 11
Jane Russell
Oscar® 2011 – vencedores
Goya 2011
BAFTA 2011 - vencedores
John Barry
17th Annual SAG Awards® - vencedores
Oscar® 2011 – nomeados
BAFTA 2011 - nomeados
68th Golden Globe Awards – vencedores
Pete Postlethwaite
17th Annual SAG Awards® - nomeados
That's life…
Go see
68th Golden Globe Awards – nomeados
Anfitriões
Em estreia
Mostra de Cinema da América Latina
Dino De Laurentis
III Ciclo de Cinema Espanhol
estoril film festival ’ 10
docLisboa 2010
11ª Festa do Cinema Francês
62nd Primetime Emmy® Awards
Em estreia [a não perder]
Saramago
Dennis Hopper
em estreia esta semana
8 ½ Festa do Cinema Italiano
DOC_EUROPA II
X Encontros de Viana
Cannes'2010
Panorama’2010
IndieLisboa’10 - antecipação
programa para o fim-de-semana?
Oscar® 2010 – vencedores
BAFTA 2010 - vencedores
Oscar® 2010 – nomeados
prenda [de despedida]
Sundance 2010
16th Annual SAG Awards
67th Golden Globe Awards – vencedores
Brittany Murphy
67th Golden Globe Awards – nomeados
22nd European Film Awards
Superman/Batman: Public Enemies
CINEMATECA EM DEZEMBRO
Ciclo de Cinema Espanhol 2009
The Golden Suicides
4ª Mostra de Cinema Brasileiro
os frutos de Bowie
estoril film festival ’ 09
doclisboa 2009
CineEco 2009
10ª FESTA DO CINEMA FRANCÊS
“Arena”, Palma de Ouro
João Bénard da Costa
a decorrer
o poster – Cannes’2009
IndieLisboa’09
Natasha Richardson
Oscar® 2009 – vencedores
Fantas 2009
em estreia
BAFTA 2009 – vencedores
BAFTA 2009 – nomeados
5th Annual SAG Awards®
Sundance XXV
Oscar® 2009 – nomeados
Oscar de Melhor Filme Estrangeiro: shortlist
66th Golden Globes - vencedores
A Valsa Com Bashir - debates
David Robert Hayward-Jones
I, Lucifer
o epítome das Boas Festas
66th Golden Globes - nomeados
21st European Film Awards
BIFAs 2008
Festa de Cinema Periférico
IndieLisboa 2009 (e ainda o 2008)
a cegueira
3ª Mostra de Cinema Brasileiro
VISÕES DO SUL
estoril film festival ’ 08
Ciclo “A GUERRA FRIA NO ECRÔ
Duas estreias
Todo Manoel de Oliveira
doclisboa 2008
CineEco 2008
De volta às bancas
Paul Newman
9ª FESTA DO CINEMA FRANCÊS
Estreia hoje
QueerLISBOA 12
MOTELx 2008
Ciclo de Cinema Espanhol
Curtas 2008
UM ANO DE CINEMA(S)
Viagens no Oriente
8 ½ - Festa do Cinema Italiano
FICA 2008
Sydney Pollack
Palma de Ouro 2008
Blindness
Caminhos do Cinema Português 2008
HOLA LISBOA 2008
VIII Encontros de Viana
Maio de 68 no cinema
Lisbon Village Festival 2008
Cannes 2008 - countdown
Monstra 2008
IndieLISBOA 2008
Mais um luto no cinema
FantasPorto 2008
Oscar® – vencedores
u omãi qe dava pulus
Berlinale 2008
BAFTA 2008
Goya para fado
Oscar® – nomeados
Na noite passada
Still speechless
Golden Globes 2008
Nippon Koma
CONTROL (again)
5.º Indie
EFFE - EUROPEAN FILM FESTIVAL ESTORIL 2007
Vencedor Cine’Eco 2007
BIFAs 2007
doclisboa 2007
ZOOLLYWOOD
CineEco 2007
8ª FESTA DO CINEMA FRANCÊS
INATEL - FESTA DO CINEMA 2007
[mais] UM ANO DE CINEMA(S)
Lisbon Village Festival 2007
2º HOLA LISBOA
FESTROIA 2007
FESTIVAL DE CANNES 2007
DOC’S KINGDOM
VII Encontros de Viana
1ª Mostra de Cinema Romeno
Monstra | 07
Cinema chileno no Instituto Cervantes
La Lys - o filme
Indie Aftermath
IndieLISBOA 2007
IMPÉRIO DAVID LYNCH
A Noiva
XIV CAMINHOS DO CINEMA PORTUGUÊS
FamaFest 2007 - o rescaldo
Homem bom na Cinemateca
FamaFest 2007
Oscar® – vencedores
BAFTA 2007
Oscar® – nomeados
Golden Globes 2007
Um Mundo Catita
Hola Lisboa
Robert Altman (1925-2006)
CineEco 2006 - a digestão
CineEco 2006 - a ressaca
CineEco 2006
doclisboa 2006
FESTIVAL DE CINEMA DE SAN SEBASTIAN
7ª FESTA DO CINEMA FRANCÊS
O fim do King Kard... as we know it.
FESTIVAIS CANADIANOS
10º Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa
VENEZA 2006
CINEMATECA EM SETEMBRO
Grandes Filmes do Passado
LIVROS EM FILME
The Notorious Betty Page
CINEMA COM MÚSICA - em dose tripla
SEMANA DO CINEMA ESPANHOL
FESTA DO CINEMA - INATEL
FESTROIA - Vencedores
UM ANO DE CINEMA(S)
22º FESTROIA
FESTIVAL DE CANNES 2006
XIII CAMINHOS DO CINEMA PORTUGUÊS
INDIELISBOA 2006
Oscar® 2005 [ACTUALIZAÇÃO]
BAFTA 2006
4 Heróis Independentes no IndieLisboa
Golden Globes
DOCLISBOA 2005 - 3ª Parte
DOCLISBOA 2005 - 2ª parte
DOCLISBOA 2005 - 1ª parte
VENEZA 2005 - PALMARÉS
A SEGUNDA GRANDE GUERRA EM FILMES
CANNES 2005 - PALMARÉS
IndieLISBOA 2005 - O Final
XII Caminhos do Cinema Português
IndieLISBOA 2005 - Programação
FANTASPORTO 2005
Oscar® - o rescaldo
BAFTA 2005
Festival de Sundance 2005
«E o Goya vai para...
Golden Globes 2005

Arquivo

Março 2013

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005